quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Compras públicas: MPEs devem investir em sustentabilidade

A secretária de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (MP), Loreni Foresti, defendeu, na tarde segunda-feira (8), que os micro e pequenos empresários invistam no fornecimento de bens e serviços sustentáveis para o governo federal. A afirmação foi realizada na abertura do Fomentar – Arena Internacional de debates sobre o uso do poder de compra do Estado como indutor de políticas públicas, em Brasília. O evento reúne especialistas e servidores públicos federais, estaduais e municipais para debater inovações no setor.
Durante o evento, a secretária relembrou o quanto o governo federal utilizou o seu poder de compras para incentivar o crescimento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs).
"Alcançamos hoje um patamar de 30% das aquisições com os micro e pequenos empresários porque esta política está institucionalizada, mas é preciso ir adiante, é preciso inovar", afirmou Foresti. Segundo a secretária, para que isto ocorra os micro e pequenos empresários precisam se qualificar, investir em capacitações e trabalhar para fornecer produtos sustentáveis.
Em 2013, as MPEs responderam por 83% das compras sustentáveis, com um valor da ordem de R$ 33,7 milhões. No comparativo entre janeiro e dezembro de 2013 com o mesmo período de 2012, o setor aumentou em 50% sua participação nas contrações econômica, social e ambientalmente responsáveis. "Este número demonstra o quanto ainda podemos crescer", complementa Foresti.
Fonte:ComprasGovernamentais

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Dicas de negócios Sustentáveis

Olá, um bem vindo a todos os que estão interessados neste importantíssimo segmento de mercado. "SUSTENTABILIDADE"

Na próxima semana, mais precisamente dia 23/12/14 traremos aqui, em nosso blog, dicas de empreendimentos e investimentos neste setor sustentável.

Aguardem e confiram conosco, um abraço e até mais!

Dicas para o Consumo consciente

Procure alternativas e reduza seu consumo de sacolas plásticas.

Além de ser mais cômodo, você evita o excesso de sacos plásticos.

Excesso

O uso excessivo de sacolas plásticas tem um enorme impacto no nosso planeta.

No Brasil, cerca de 1,5 milhões de sacolas plásticas são distribuídas por hora.

Reduza

Leve sempre com você uma sacola retornável

Recuse

Aceitar sacolas plásticas nos supermercados, padarias, farmácias, é um velho hábito que podemos reciclar!


Reduza

Caso precise usar sabolas plásticas, utilize toda a capacidade delas.

Recuse

O uso incorreto de sacolas plásticas leva ao excesso.


Reduza

Separando seu lixo em casa, você vai precisar de menos sacos plásticos para jogá-lo fora.

Você pode depositar os materias recicláveis diretamente nos coletores específicos.

Recuse

Embalar recicláveis - como garrafas PET, caixas de papelão - em sacos plásticos é desnecessário e só aumenta a quantidade de plástico no planeta.


Reduza

Nem só de sacolinha vive nosso lixinho!

Sacos de arroz, feijão, açucar, ou aqueles saquinhos das verduras também podem ser utilizados como sacos de lixo.

Recuse

Não pegue sacolas de plástico a mais no supermercado pensando que vai usar todas no lixo de casa.

Geralmente, e apenas uma compra, levamos para casa sacolinhas suficiente para semanas.

Reduza

Mudar um hábito não precisa custar caro.

Que tal reciclar aquela sacola de compras antiga ou costurar uma nova com aquela calça jeans que você não usa mais?

Recuse

Ecobags não precisam ser caras nem compradas em lojas.

O que importa é adotar uma sacola resistente que possa ser usada mais de uma vez.