terça-feira, 29 de novembro de 2011

Energia Eólica mais barata do mundo

Brasil tem a energia eólica mais barata do mundo

Maior produtividade, diminuição dos custos de geração e competição entre empresas do setor são os principais fatores
Por Gisele Eberspacher às 10h01 de 28/11/2011
Segundo dados no Ministério de Minas e Energia do Brasil e da Associação Brasileira de Energia Eólica, o Brasil é o país que produz a energia eólica mais barata do mundo. Custando R$ 99,64 por kWh, o número pode baixar ainda mais em dezembro. Essa é a segunda fonte mais barata de energia, sendo que a primeira é a energia elétrica.
Isso acontece principalmente pelo crescimento da produtividade e a diminuição dos custos de geração. A competição entre as empresas do setor também colabora ao crescimento desse setor.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Ônibus híbrido chega ao Brasil

Ônibus híbrido chega ao Brasil

Por Matheus Brandão Granemann às 20h43 de 24/11/2011
O Hibridus da Volvo, ainda em fase de teste, pode gerar uma redução no consumo de combustível em até 35% e uma diminuição das emissões de poluentes entre 80% e 90%, comparado com motores a diesel convencionais.

Movido a diesel ou a eletricidade, o veículo polui menos o ar e evita o uso de combustíveis não renováveis. Alimentado por baterias que são carregadas com energia produzida nas frenagens, o veículo é mais silencioso que os convencionais
O novo sistema híbrido foi projetado para um ônibus com dois motores, um a diesel e outro elétrico, que funcionam em paralelo ou de forma independente. A condução ecológica vem com a ideia de despertar o interesse das pessoas que já utilizam esse meio de transporte para se locomoverem.
O motor elétrico é utilizado para dar partida no veículo e acelerá-lo até uma velocidade aproximada de 20 quilômetros por hora. O veículo é produzido pelas empresas Metra e Eletra no Brasil com a tecnologia desenvolvida pela Volvo. A previsão é que ele comece a circular no primeiro semestre de 2012.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Embalagens Biodegradáveis

Designer cria embalagens biodegradáveis com caroço de ameixa

Embalagens são indicadas para produtos relacionados à jardinagem
Por Gisele Eberspacher às 15h02 de 21/11/2011
A designer chilena Genoveva Cifuentes pesquisava materiais que poderia usar para elaboração de um produto sustentável quando descobriu que seu país era o segundo maior exportador de ameixas desidratadas do mundo e que os caroços, retirados no processo de seleção, eram descartados sem serem usados de nenhuma maneira.
Cerca de 47 mil toneladas desse material são produzidos no Chile anualmente. Com esses dados, Gonoveva achou o material que queria e criou uma linha de acessórios “descartáveis” desenvolvidos para uso principalmente da jardinagem, já que o material pode ser plantado junto com as sementes e mudas e ainda pode ajudar o bom desenvolvimento da planta fornecendo nutrientes.
Biodegradáveis e resistentes para o transporte, o material foi usado em diferentes modelos de vasos e plaquetas de nomes.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Excelente matéria no G1

Parceria do Brasil com a Alemanha vai mover carro com gás de esgoto

Experimento-piloto funcionará em estação de tratamento de Franca (SP).
Frota de 49 veículos será abastecida com combustível alternativo.